Livros | Sanduíches de realidade

Sanduíches de realidade "Um almoço nu é natural para nós, que comemos sanduíches de realidade. Mas, as alegorias têm alfaces demais. Não esconda sua loucura." (Allen Ginsberg)

Arnaldo Jabor resolveu passar toda a sua lúcida loucura em pratos limpos. Daí resultaram as finas iguarias sobre um país chamado Brasil. ÿcido, lírico, deliciosamente voraz, Jabor preparou seus acepipes com o tempero forte de sua indignação e os cortes precisos de sua língua ferina. Sanduíches de Realidade é o seu novo livro de crônicas.
Arnaldo Jabor reuniu seus melhores textos publicados nos últimos quatro anos. Violência, paixão, cinema, política, sexo, miséria, lixo e luxo fazem parte deste cardápio de 65 crônicas. Há desde fatias dolorosas de realidade - como na crônica que fala do horror na clínica de hemodiálise de Caruaru - até delicados brioches recheados de memórias pessoais. Sem contar com o sanduíche nosso de cada dia, aquele tipo comum, capaz de ser encontrado em qualquer balcão da esquina. Jabor não vira a cara diante de assuntos pouco palatáveis - ’Ele vem pedir esmola. Eu preferia que ele não viesse. Não que ele seja agressivo, mas ele é sujo, e sua roupinha está rasgada’ -, nem teme questionar ’verdades’ consolidadas.
O cineasta que virou jornalista que virou cabeça pensante e falante da mídia - escreve para a Folha de São Paulo e para O Globo e faz participações regulares na TV Globo - supera raciocínios surrados e desafia patrulhas de todos os tipos. Sanduíches de Realidade traz uma visão original da chamada realidade social, constituindo-se numa espécie de arte meio grafitada, produzida no calor da hora. Com inteligência, coragem e muito sabor.

PERFIS OFICIAIS
NAS REDES SOCIAIS

Siga o Arnaldo Jabor nas redes sociais e acompanhe os seus artigos, vídeos e novidades.

Livros

A invasão das salsichas gigantes - Livro de Arnaldo Jabor
A invasão das salsichas gigantes
Cineasta e jornalista, Jabor e suas crônicas têm o poder de despertar, inquietar, polemizar. Este livro reúne os melhores textos publicados por Arnaldo Jabor em jornais de todo o Brasil, nos últimos quatro anos. Violência, política, sexo, economia, futebol, música, poesia, informática; o america
O Malabarista - Livro de Arnaldo Jabor
O Malabarista
O malabarista é dividido em duas partes. A primeira, “Infância”, mais poética, traz textos sobre o pai, a mãe, o avô, a iniciação sexual, o pecado, a classe média nos anos 50 e 60, as primeiras lembranças, a vida no subúrbio. A segunda, “E depois...”, marca

Filmes

Pindorama - Filme de Arnaldo Jabor
Pindorama
O filme foi realizado no auge da repressão da ditadura militar no Brasil. Foi o primeiro longa-metragem de ficção de Arnaldo Jabor, e foi o representante oficial do Brasil no Festival de Cannes em 1971. O termo Pindorama, na língua geral dos índios, significa terra das árvores altas e, em tupi-guarani, ter
O casamento - Filme de Arnaldo Jabor
O casamento
O Casamento é um filme brasileiro de 1976, do gênero drama, dirigido por Arnaldo Jabor. O roteiro é baseado na obra homônima de Nelson Rodrigues. O senhor Sabino, um rico industrial da construção civil, nutre um amor incestuoso pela filha Glorinha de 18 anos, que vai se casar em dois dias. O médico
DESENVOLVIDO POR CRIAMIX MKT|DZN