Artigos

Adeus

Resolvi parar porque vou fazer mais um filme (meus inimigos dirão: mais um?)

Nada vem do nada

José 318 falou: ’Um dia, só haverá informações sem homens’. Era 1957 e não se sonhava com internet

Direita, esquerda e realidade

O esquerdista de carteirinha se sente justo e abençoado por um ideal e absolvido por seus erros

A barbárie dos fatos

O mundo está tão louco que as pessoas querem ficar no passado de um futuro que não conhecem

Amor ao fracasso

Assim como o ‘atraso’ sempre foi uma escolha consciente, o ‘abismo’ é um desejo secreto.

IR PARA A PÁGINA:
PERFIS OFICIAIS
NAS REDES SOCIAIS

Siga o Arnaldo Jabor nas redes sociais e acompanhe os seus artigos, vídeos e novidades.

Livros

A invasão das salsichas gigantes - Livro de Arnaldo Jabor
A invasão das salsichas gigantes
Cineasta e jornalista, Jabor e suas crônicas têm o poder de despertar, inquietar, polemizar. Este livro reúne os melhores textos publicados por Arnaldo Jabor em jornais de todo o Brasil, nos últimos quatro anos. Violência, política, sexo, economia, futebol, música, poesia, informática; o america
Amor é prosa, sexo é poesia - Livro de Arnaldo Jabor
Amor é prosa, sexo é poesia
Os textos de Arnaldo Jabor têm o poder de despertar, inquietar, polemizar. Ácidos, líricos, deliciosamente vorazes, estão sempre sintonizados com os assuntos que mexem com a vida dos brasileiros e brasileiras. ’Amor é prosa, sexo é poesia’ reúne suas melhores crônicas sobre nossas o

Filmes

O Circo - Filme de Arnaldo Jabor
O Circo
O documentário acompanha um grupo de saltimbancos e sua caravana pelos subúrbios do Rio de Janeiro, mostrando a vida lírica desses artistas em sua profissão milenar. Aborda ainda a situação dos circos no Brasil, com depoimentos de atores e atrizes - alguns hospedados no Retiro dos Artistas (RJ).
Toda nudez será castigada - Filme de Arnaldo Jabor
Toda nudez será castigada
Toda Nudez Será Castigada é um filme brasileiro lançado em dezembro de 1972, dirigido por Arnaldo Jabor, e produzido pela Produções Cinematográficas Roberto Farias, baseado na peça de teatro homônima de Nelson Rodrigues. O filme teve um público de 1.737.151 espectadores, sendo o quarto
DESENVOLVIDO POR CRIAMIX MKT|DZN